Menu

                          Visite o Blog

                          Visite o Blog

Cadeado aberto ao lado de outros fechados, com códigos de informática ao fundo

Preservar a integridade e sigilo de informações sempre foi um das preocupações da ABRAMI.

Por causa disso, desde meados de 2017 buscamos patrocínio e parcerias para implementarmos um cadastro prático e seguro para todos os associados.

Embalagem do Mestinon, medicamento para controlar miasteniaEm alguns locais de todo o Brasil de tempos em tempos há dificuldade para encontrar o Mestinon (medicamento mais utilizado por miastênicos), seja para compra na rede comercial ou receber gratuitamente pelas farmácias do governo.

Durante o 5º Encontro de Miastenia, realizado em junho/2017, pudemos contar com importantes esclarecimentos do Sr. Sérgio de Vasconcelos, Diretor Comercial do Instituto Terapêutico Delta, empresa que assumiu recentemente a comercialização do Mestinon. Ele explicou como funciona a logística e como podemos colaborar para evitar o desabastecimento nas farmácias. Assista o vídeo a seguir:

A MG é talvez uma das doenças neurológicas da qual mais se estuda a respeito da fisiopatologia.

Apesar disso, ainda não há um medicamento de controle da doença, mas sim, o medicamento mais usado que controla os sintomas.

Novas possibilidades farmacêuticas atuam em diferentes vias imunológicas. Exemplos de possíveis medicamentos que já estão em estudos clínicos para a utilização na miastenia gravis são: rituximab (atuando em células B), eculizumab (atuando na cascata de complemento). Outros medicamentos sugeridos são: daclizumab (atuando em células T), natalizumab (atuando na migração de linfócitos), assim como outras sugestões.

O Eculizumab, com o nome comercial de Soliris® foi aprovado em junho de 2017, na União Europeia para tratamento de pacientes com miastenia gravis refratária. Esperamos que em breve talvez teremos novidades aqui no Brasil.

Leia a notícia na íntegra: http://news.alexionpharma.com/press-release/product-news/alexion-receives-positive-chmp-opinion-soliris-eculizumab-treatment-patie

Um artigo publicado em 2012 menciona a pesquisa: http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/23252891

Agentes da CET podem multar dentro dos estacionamentos de shoppings e supermercados os motoristas que não respeitarem as vagas reservadas a idosos e deficientes ou não apresentam o cartão de permissão. A fiscalização começou em 1º de setembro de 2017. A multa é de R$ 293,47 e o motorista leva 7 pontos na carteira.

Comunicado Valeant informando que o Mestinon não parou de ser fabricado

Recentemente surgiram rumores de que a fabricação e/ou comercialização havia sido interrompida, o que causou uma preocupação geral e um aumento da demanda muito acima do normal.

Devido essa desinformação, vários miastênicos fizeram reclamações diretamente ao fabricante no Brasil, bem como denúncias na matriz americana, Anvisa, órgãos governamentais e até mesmo na mídia.